Pare, Olhe e Escute!

Pare, Olhe e Escute!

Por Box95 | Um Clube de Assinaturas Cristão!      27/11/2019 11:24:25    
“Toda comunhão cristã deve saber que não apenas os fracos necessitam dos fortes, mas que também os fortes necessitam dos fracos. A exclusão dos fracos é a morte da comunhão.” Dietrich Bonhoeffer

Em tempos de polarização, nada melhor que uma retrospectiva sobre o ano passado e o planejamento para o novo ano para lembrarmos e aprendermos que as diferenças fazem parte do processo de discipulado e da comunhão. Amo a sensação que a virada de ano nos dá para recomeçar e mudar aquilo que não conseguimos viver no ano que passou.
Quem escolhe viver só com quem pensa as mesmas coisas e tem os mesmos gostos, não precisa aprender o poder da comunhão por meio de Cristo Jesus. Um bom clube social já seria o suficiente, não é? A grande verdade é que quem não sabe viver com o diferente é, sem perceber, o mais doente.

Nada melhor que essa virada de ano para refletirmos sobre a necessidade de estreitarmos os relacionamentos com pessoas, que estão unidas na comunhão em Jesus Cristo, mas são diferentes de nós por vários aspectos, sejam eles sociais, econômicos ou, porque não, espirituais.

Muitas vezes os fortes na fé não têm paciência com a possível imaturidade dos fracos. Mas, como Bonhoeffer disse, o fraco precisa do forte, mas o forte também precisa do fraco.
Nesse começo de ano, quero lhe encorajar a cultivar a primeira premissa básica para a comunhão cristã: O OUVIR. Todos nós temos muito o que falar, mas as vezes não temos ninguém para ouvir. Entretanto, a melhor maneira de falar e saber ouvir, pois quem sabe ouvir, sabe falar ao coração, sabe falar a necessidade real e sabe o valor da compaixão.
Sendo assim, te convido a abrir o coração para conhecer e ouvir historias de pessoas que você não conhece e que estão em sua igreja, trabalho e nos círculos de relacionamentos sociais. Nosso processo de conhecimento de Deus começa quando aprendemos a ouvir a sua voz por meio das Escrituras, a deixar o Espírito Santo guiar nosso coração, abrindo nossos ouvidos para coisas até então desconhecidas. Assim como o processo de aprendizagem requer passos de descobrimento, o processo de comunhão também. Afinal, Deus nos discipula usando irmãos que estão dispostos em não só falar, mas primeiramente ouvir, mas a comunhão também.

Interessante como usamos as redes sociais. Percebo uma massa querendo jogar palavras para quem sabe alguém ouvir. O que mais atrai as pessoas para as redes é a necessidade de opinar e de serem vistas. Ah! Claro que alguns gostam é de bisbilhotar a vida dos que fazem das redes o álbum de família. Mas, no final do dia, o que vemos é um monte de gente querendo falar e falar.

Nas discussões teológicas, as redes sociais são as arenas aonde vemos os fortes oprimirem os fracos na fé e aonde os fracos têm tudo para perder sua fé. Sem falar dos amigos não cristãos que ficam nos vendo digladiar por opiniões secundárias. O mundo virtual nos rouba a compaixão, a percepção de que a vida é uma construção do saber ouvir para aprender a ensinar. Quando alguém percebe que importa para você, é porque você parou para conhecê-lo. Parou para ouvir! Ganhe a confiança que suas palavras serão mais eficazes no ensinar.
Nesse sentido, é importante lembrar que o fraco também ensina o forte. Ensina que ele já foi fraco, que alguém o ajudou a ser forte e abriu mão de alguma coisa para que ele pudesse entender sem se escandalizar.

Paulo lembra isso muito bem a igreja de Corinto. Nos ensina que ser forte é saber abrir mão pelo fraco e não excluir o fraco para usufruir da sua liberdade de forte.
Afinal, forte não é aquele que usa a liberdade em Cristo para si mesmo, mas aquele que é capaz de abrir mão da liberdade para libertar os outros. Forte é aquele que pode tudo, até abrir mão.


 

Comente

2016 - Box95 - Todos os Direitos Reservados

Plataforma para clubes: Plataforma para Clube de Assinaturas